sábado, 30 de julho de 2016

Filme "In Your Eyes"


Sinopse: Rebecca (Zoe Kazan), a atónita esposa de um famoso médico, Dylan (Michael Stahl-David), um ex-condenado que procura recomeçar a sua vida, descobrem estar conectados. O casal pode ouvir e ver um ao outro. A partir desta ligação, Rebecca e Dylan iniciarão um inexplicável romance metafísico. 

terça-feira, 26 de julho de 2016

“Várias pessoas ficam surpreendidas quando se apercebem de que sou portuguesa”

De certo poucos saberão que ela, April Ivy, é portuguesa. Com 16 anos é uma estrela no mundo da música e o reconhecimento no seu país é tão pouco. Não se vêem entrevistas dela, não se fala dela em Portugal... e portanto suponho que a grande novidade é a sua nacionalidade.

Pelo contrário, o seu percurso ganha asas ao nível internacional e acaba de assinar o seu primeiro contrato discográfico com a Universal Music France. É a Mariana Gonçalves.


domingo, 24 de julho de 2016

Santuário de Fátima em Imagens

Fotos: Cláudia Pereira. DR
Fiquem com as fotografias do Santuário de Fátima, local sagrado da religião católica cristã.

quarta-feira, 20 de julho de 2016

On the Radio #7

Os Creed são uma banda norte-americana que faz história desde 1997. O drama das suas músicas capta a atenção tanto numa melodia como "With Arms Wide Open" mas também no rock de "Are You Ready". 
O Grammy de "Melhor Canção de Rock" caiu-lhes na mão com "With Arms Wide Open". Fiquem com a voz de Scott Stapp e também com Mark Tremonti (guitarra), Scott Philips (bateria) e Brian Marshall (contrabaixo).

sábado, 16 de julho de 2016

Carta de Despedida

DR
Tocam os sinos. O dia começa com lágrimas, com pedidos. Espero que ele regresse mas o tempo passa, e passou um ano, quase dois e não regressa. Onde estás??
Falo para o ar, fingido que me ouves, aliviando o que em mim sinto desde que não te vejo.
Desde que partiste que nada mais foi igual. Já não tenho quem se ofereça para me ajudar quando estou a estudar; já não tenho quem me pegue nas mãos, as analise e me diga que são mãos de professora; já não tenho quem jogue às cartas comigo; já não tenho quem me faça companhia, quem me bata à janela, quem me convide para jantar. Já não tenho ... mas tenho, tenho em mim a memória que me faz lutar, viver com o desejo de concretizar o que me dizias. "Oh minha menina, estuda!"
É com a tua voz na minha cabeça que vou traçando o meu caminho da melhor forma. Sigo os teus conselhos, mas ainda não chego aos calcanhares das tuas ínfimas histórias.
És quem não esquecerei e quem não quero desiludir.
Ao melhor avô do Mundo.


quarta-feira, 13 de julho de 2016

Fátima não é só o Santuário #1


Dia 13 de julho significa peregrinação a Fátima, embora o 13 de maio seja o mais concorrido. Foi em 1917 que os três pastorinhos afirmaram terem visto "uma senhora mais branca que o Sol" sobre uma azinheira. A partir daí Fátima passou a ser local de destino de muitos que fazem quilometros a pé para o local sagrado da religião católica cristã. 
Porém, Fátima não é só religião, nem só o Santuário. Há mais para além disso. A começar pelos moinhos que se seguem. Encontram-se na Fazarga, cuja freguesia é Fátima, e tinham como função moer trigo, milho, cevada e centeio.

Fotos: Cláudia Pereira. DR









terça-feira, 12 de julho de 2016

Estagiar na rádio #1


Não digas nunca e não digas não farei.

Dizia eu: 'Tudo menos rádio! Não gosto e não quero!'

Porque havemos de dizer que não gostamos se não experimentámos?

Os trabalhos em áudio que fiz na universidade ficaram longe da realidade do que é a rádio em contexto profissional. Não tive jornalismo radiofónico, por opção própria. Prefiro imprensa ou televisão. Adoro escrever, ficar com a indecisão de que palavra passar para o papel e dá-me gozo ficar a pensar no texto que mais faz sentido para o momento que conto. Gosto de buscar inspiração nas experiências que vivo, nos livros que leio, no que vejo. 

Como não consigo não fazer nada nas férias, deixei o sofá e agi. Fui pedir estágio à Canção Nova onde falei com a jornalista Sandra Dias. Na reunião com o senhor administrador, perguntou-me se queria rádio ou televisão e eu expliquei-lhe que me faltava experimentar rádio e que considero que a imprensa, rádio e televisão têm diferenças entre si mas mesmo assim complementam-se. Há características comuns às três e há características próprias.


Podem ver alguns dos meus trabalhos em:

domingo, 10 de julho de 2016

Querer e Crer


Olhos fixos no ecrã, a ânsia, o grito, os pulos, os abraços, a festa, o coração a bater por Portugal. Roem-se unhas e dizem-se impropérios. Valores mais altos se levantam: o orgulho em ser português.
O tema de hoje não muda. Há muita coisa que se pode falar, mas quando a ansiedade é muita, Portugal fica na ordem do dia.
O nosso país pequeno à beira-mar plantado não se mede pelos quilómetros, mas pelas pessoas. Quantas vezes pensamos que somos os piores, que não fazemos nada com qualidade e depois, afinal, foram esses pensamentos que nos fizeram trabalhar o dobro e sermos os melhores!? Temos a garra de vencedores mas descremos, por vezes. Viu-se isso antes do jogo da meia-final do Euro 2016 em que só se ouviam opiniões negativas quer na rua, quer na televisão. Ninguém acreditava, à exceção de uns quantos que com toda a confiança golearam 2-0 ao País de Gales e deixaram Portugal e os portugueses por esse mundo fora a gritar, a festejar, a sorrir e a sofrer pelo jogo que se avizinha agora.
Somos poucos, e depois? Já conseguimos muito e continuaremos a conseguir: basta querer e crer.

FORÇA, PORTUGAL!


sábado, 9 de julho de 2016

Abandonados


Estava a pedalar. Um local onde normalmente não se vê ninguém. Quando olho com mais atenção, uma senhora estava na eira, no chão, deitada num monte de caruma com o que me pareceu uma bengala ao seu lado. Continuei a pedalar, abrandando enquanto pensava o que estaria a senhora a fazer no chão. 

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Nos bastidores da rádio


Sem a imagem, o locutor tem de dar o máximo de si. É a voz o seu principal instrumento porque, embora use gestos, o ouvinte não os vê. Enquanto fala, o locutor segue um guião que preparou previamente e controla o tempo da emissão, das músicas, dos programas, dos spots publicitários, sabendo que de repente pode ficar com a voz cortada pelo sinal horário que assinala automaticamente as horas - Piii-piii-piii-piii 17 horas no Continente e na Madeira, 12 horas nos Açores...   

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Portugal na final do Europeu 2016





Não é preciso saber alemão para adivinhar o que se passa nestas páginas.
O Ronaldo é o melhor do mundo, mas há uma equipa que também deve ser mencionada, congratulada. Falta despir a camisola da visibilidade que os meios de comunicação vestem para terem leitores/espetadores/público.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Os preparativos a um mês do Rio 2016

O Brasil prepara-se para receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, marcados para 5 de agosto. O evento “pode ser grande fracasso se alguns passos não forem tomados”, alerta o governador em exercício do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles.

Transportes e segurança são as prioridades. Apesar dos recentes cortes no orçamento do Estado e dos salários em atraso, o Brasil mobilizou um inédito aparato de 85 mil membros de forças de segurança para proteger atletas, espectadores e funcionários. A um mês da competição, falta concluir as linhas de metro projetadas para assegurar que os visitantes se mantenham longe das zonas mais perigosas da cidade. Segundo o governador interino, “o Estado deve mais de 400 milhões de reais (mais de 100 milhões de euros), às empresas responsáveis pelas obras”. 

No decreto de junho, Francisco Dornelles declarou o “estado de calamidade” do país por causa da grave crise financeira que está a afetar a preparação dos Jogos. “A resposta do Governo foi a promessa de uma transferência de 2,9 mil milhões de reais (cerca de mil milhões de euros) em fundos de emergência”, refere o Expresso.


Está ainda por resolver a questão da saúde pública. Cinco atletas recusaram disputar a competição pelo risco de contração do vírus Zika. Em entrevista ao G1, o cientista americano Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), diz que o Zika não deve ser um problema durante o evento desportivo. 

sábado, 2 de julho de 2016

O Ciclone dos Açores


Pedro Miguel Carreiro Resendes - Pauleta

Guarda as origens humildes que colheu na aldeia de São Roque. A 28 de abril de 1973 nasce na ilha de São Miguel, Açores, e é daí que surge a alcunha Pauleta, como era conhecido, e que vem desde a família da sua bisavó paterna. Depois da sua ida para Salamanca, Espanha, ganha a alcunha de “Ciclone dos Açores” que se perde quando vai para França onde passa a ser chamado apenas por Pedro

O voo internacional não o fez perder a humildade e o altruísmo. Ficou famoso o seu golo do Açor, um ritual que celebra quando marca um golo, como se fosse um Açor a planar, em homenagem à sua terra natal, os Açores. São o verde e o mar que o atraem às suas raízes. Foi lá que começou e lá que deixou o último golo enquanto profissional de futebol.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pin It button on image hover